As Melhores Práticas Para Resolver as questões da OAB

Rate this post

 

As Melhores Práticas Para Resolver as questões da OAB Muita gente pensa que para resolver questões da OAB é um verdadeiro
bicho de sete cabeças, pois muito se fala sobre a dificuldade da prova e
nas taxas de reprovação.

Na verdade, não há razão para desespero: a investir em uma boa
preparação e, usando algumas táticas, é possível aumentar (e muito) suas
chances de aprovação.

No post de hoje, separamos 5 das melhores práticas para resolver a prova
da OAB. Vamos ver o que eles são?

1. Destacar as informações importantes

O primeiro passo para resolver a prova da OAB é destacar as informações
importantes fornecidas pelo enunciado. Afinal, é comum que o candidato,
ansioso, no momento do teste, leia a pergunta rapidamente e tornar-se
batido por detalhes cruciais para a sua resolução.

Por isso, antes de qualquer coisa, leia a declaração com calma, destacando
as palavras mais importantes: como? O correto? É incorreta? É direito? É
errado?

Preste atenção a estas palavras é essencial para garantir um sucesso. É
muito comum que os candidatos ansiosos com a prova, confundir e
marque a alternativa correta em uma pergunta que pede a incorreta (ou
vice-versa).

2. Excluir alternativas

Depois de destacar as informações importantes em uma pergunta, o
próximo passo é eliminar as alternativas claramente incorreta. O
examinador sempre inclui uma ou duas declarações deste tipo de
problemas, por isso é importante eliminar logo de cara para aumentar
suas chances de sucesso.

Aqui está um exemplo de uma questão de Filosofia do Direito do SÉCULO
xviii Exame da OAB, em que uma das alternativas indicado para
interpretar um texto significa, para alcançar o único sentido possível de
uma norma como a intenção de que ele foi dado pelo legislador.
Mesmo se você não tiver certeza da resposta correta, é simples deduzir
que, para interpretar um texto significa, para alcançar o único sentido
possível de um padrão, certo? Esta alternativa, portanto, poderia ser
eliminado da face.

3. Otimizar seu tempo

Gerenciamento de tempo é um dos grandes desafios para quem vai fazer
a prova da OAB. São 5 horas para resolver 80 questões objetivas, e, ainda
assim, é necessário separar um tempo para preencher o seu cartão de
respostas.
Colocando na ponta do lápis, são cerca de 3 minutos e meio para cada
questão. Apertado, certo? É importante notar que os termos
generalizadores; “como” “sempre”, “nunca” quase sempre indicam
declarações incorretas. Como um estudante de Direito, você já deve ter
notado que a resposta à maioria das perguntas é “depende”, “direito”.
Assim, seja cauteloso quando confrontado com uma afirmação que venha
a generalizar demais a resposta.

Assim, aprender a otimizar o seu tempo é fundamental para ter um bom
desempenho. Uma boa maneira de fazer isso é começar com as questões
com as quais você tem mais facilidade. Estes problemas serão resolvidos
mais rapidamente, de modo que você vai ter mais tempo no final da
prova, nas respostas para as perguntas mais difíceis.

Além disso, você também estará mais descansado mentalmente no início
da prova. Começando com um assunto que você domina, você
praticamente garante alguns sucessos. Já que a chance de cometer um
erro logo de início vai ser muito menor.

Também é importante lembrar que esta tática tem um grande efeito
psicológico: não há nada como começar por ler as perguntas que você já
sabe as respostas, para ganhar confiança para o resto da prova, certo?

4. Preste muita atenção nas pegadinhas

Não são apenas os seus conhecimentos jurídicos que o Exame quer testar:
as atenções do requerente também serão consideradas. É precisamente
por isso que a prova, geralmente, vem recheadas de pegadinhas, isto é, as
questões feitas para induzir um candidato mais desatentos a algum o erro.

Para resolver as questões do exame da OAB, é essencial manter um olho
para não cair nos truques do examinador.

Uma das brincadeiras mais recorrentes no Exame da Ordem é a mistura de
afirmações corretas e incorretas na mesma alternativa. Se um candidato lê
uma destas alternativas em uma certa pressa, não pode prestar atenção à
sua falsa e considerá-la como correta.

Outro truque que é bastante comum é misturar os conceitos. Um
exemplo: em uma declaração sobre o Direito Penal, está escrito que o
arrependimento eficaz ocorre quando o agente desiste de prosseguir na
execução do crime, enquanto que, na desistência voluntária, impede que
o resultado irá ocorrer. A leitura em uma pressa, a alternativa pode
parecer corretas; no entanto, os conceitos são trocados: o primeiro
conceito é o da desistência voluntária, enquanto que o segundo é o
arrependimento eficaz.

Para evitar erros como este, basta ler todas as alternativas com muita
calma.

5. Verifique as informações repetidas

Na maioria das questões da prova da OAB, várias alternativas são
repetidas algumas informações. Analisando essas informações, é possível
eliminar algumas das afirmações incorretas.

Para exemplificar esta prática, vamos considerar como exemplo a questão
do XXII Exame de Ordem:

Claudio, advogado inscrito na ordem de advogados da OAB do Estado do
Rio de Janeiro, praticado infracção disciplinar território coberto por um
Ramo da ordem dos advogados do Brasil do Estado de São Paulo. Após a
representação do interessado, o Conselho de Ética e Disciplina da ordem
dos advogados da OAB do Estado do Rio de Janeiro instituiu o processo
disciplinar determinar a infração.

Sobre o caso, de acordo com o Estatuto da OAB, o Conselho de Ética e
Disciplina da ordem dos advogados da OAB do Estado do Rio de Janeiro

a) não tem competência para punir disciplinarmente Cláudio, porque a
competência é exclusivamente do Conselho de Divisão, em cuja base
territorial tenha ocorrido a infração, salvo se a falta for cometida perante
o Conselho Federal.

(b) tem o poder de punir disciplinarmente Cláudio, porque a competência
é exclusivamente do Conselho de Divisão em que o advogado está
inscrito, salvo se a falta for cometida perante o Conselho Federal.

c) tem o poder de punir disciplinarmente Cláudio, porque a competência é
concorrente entre o Conselho Divisão em que o advogado é afiliado, e o
Conselho Divisão em cuja base territorial tenha ocorrido a infração, salvo
se a falta for cometida perante o Conselho Federal.

(d) não tem o poder de punir disciplinarmente Cláudio, porque a
competência é exclusiva do Conselho Federal, embora a falta não tenha
sido cometida antes desta, quando o advogado está inscrito em uma
Divisão e a infracção ocorreu na base territorial de outro.

Neste exemplo, duas das opções estado que o Conselho de administração
tem competência para punir Cláudio; os outros dois, diz que eles não são.

Se você sabe que a competência para punir é a Divisão em que foi
cometida a infração (no caso da pergunta, em São Paulo), já que você
pode excluir as detecções que repetir a informação (errada) de que a
competência seria da Seccional Rio de Janeiro!

Mesmo se você não souber a resposta correta, neste caso, já eliminou
duas alternativas com informações erradas que são repetidas,
aumentando suas chances de sucesso.

Quer saber como passar na prova da OAB focando apenas em 5 matérias?
clique aqui e descubra como o Marcelo passou de primeira Clique e assista agora o vídeo 

Leia também: Principais erros de quem não é aprovado na Prova da OAB 

 

Baixe Grátis Agora Mesmo o Cronograma  De Estudo Da Prova Da OAB para 2017

Comentários no Facebook